Invista Brasil

5 decisões importantes para extrair da sua declaração de Imposto de Renda

Todos os anos, cerca de 28 milhões de brasileiros entregam à Receita Federal a sua declaração de Imposto de Renda. O IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) é um dos principais tributos do Brasil, obrigatório para todas as pessoas que tenham recebido ganhos acima de um valor mínimo, pré-determinado pelo órgão fiscal encarregado. O dinheiro arrecadado é utilizado pelo governo federal para o crescimento e desenvolvimento do país.

Em 2017, os contribuintes que tiveram ganhos tributáveis cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70 ou que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00 são obrigados a declarar. Além disso, quem possui patrimônio superior a R$ 300 mil, lucrou com a venda de algum bem, optou pela isenção de imposto na venda e compra de imóvel residencial no intervalo de 180 dias entre as operações, realizou investimentos em bolsas de valores, teve receita de atividade rural superior a R$ 142.798,50 ou começou a morar no Brasil em 2016 também deve prestar conta.

No entanto, mesmo que não esteja obrigada, qualquer pessoa física pode apresentar a declaração, desde que não tenha constado em nenhuma outra como dependente, e a partir dela extrair algumas decisões importantes. Se você quer conhecer os benefícios de declarar o IRPF e as oportunidades financeiras que ele pode te apresentar, continue lendo o artigo.

1.Melhor gerenciamento de finanças pessoais

Você possui total controle e entendimento sobre as suas finanças pessoais? Sabia que a declaração de Imposto de Renda pode te ajudar nesse gerenciamento? Como ela contém todos os gastos e receitas do ano, ao analisá-la o contribuinte pode entender melhor quanto dinheiro recebe, gasta e investe e a partir dessa consciência, tomar melhores decisões sobre a sua renda.

2.Análise de rendimentos

Calcular a rentabilidade é algo fundamental para saber se você fez ou não um bom investimento e também é possível entender essa informação através do IRPF. Será que o seu dinheiro está rendendo bem e de acordo com o seu perfil de risco? Além da poupança, modalidade preferida de grande parte dos brasileiros, existem outros tipos de investimento, como títulos públicos, ações, Certificados de Depósitos Bancários (CDBs) e outros, que podem garantir um rendimento maior e atender melhor às expectativas.

Possibilidade de pagar menos impostos

Ninguém quer pagar altos impostos, não é mesmo?!  Ao preencher a Declaração de Imposto de Renda corretamente, é possível ganhar uma restituição maior ou ao menos reduzir o IR a pagar. Um exemplo é a previdência privada: quem possui um plano de previdência complementar no modelo Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) pode obter o desconto de até 12% sobre todos os aportes feitos no ano calendário.

Restituição

Quem, mesmo não se enquadrando em nenhum dos requisitos de obrigatoriedade de entrega de declaração de Imposto de Renda, teve retenção ou pagamento de imposto em algum mês durante o ano, pode recuperar o valor do imposto pago. Os valores serão recebidos de volta como restituição, reajustados pela Taxa Selic.

Se após a leitura deste artigo você sentiu interesse em fazer a sua declaração de Imposto de Renda, fique atento ao prazo final da entrega do documento. Afinal, a data limite deve ser respeitada ainda que não haja obrigação ao declarar.

Controlar seu orçamento é o primeiro passo para o enriquecimento

Super planilha gratuita para seu controle financeiro

Por Conrado Navarro e Ricardo Pereira

Preparamos uma poderosa planilha que vai ajudar você amanter seu orçamento em dia, mostrando onde você precisa melhorar, quanto poderá separar para investir e muito mais.

Saiba mais